A escolha das cores em Web Design

By | 21 Março, 2017

Se fores redesenhar o teu site de raiz, podes pensar em fazer uma nova escolha no que se refere às cores do mesmo. Segue as dicas.

Os sites devem possuir uma identidade marcante. Quando o usuário sair do teu site, deve lembrar-se da tua marca. Com a utilização correcta das cores, mais eficazmente ficará gravado na memória. É necessário reflectir a fundo sobre quais as cores a utilizar e onde aplicá-las.

Primeiramente, as cores presentes no logótipo devem estar também presentes no site. Lembra-te que dentro de cada cor, existem várias tonalidades que podem ser utilizadas para tornar o site mais funcional e dinâmico. Podes também variar na saturação e brilho das cores da marca. Páginas que não possuam nenhuma cor presente no logótipo, são associadas pelos utilizadores como páginas com pouco perfil profissional, tornando o regresso ao site menos provável. No entanto, não quer dizer que tenhas de te limitar apenas às cores da tua marca.

Uma escolha de cores consistentes confere conforto visual ao utilizador durante a navegação e é isso que precisas de ter em conta. O preto e o branco para fundo e cor de texto, é a melhor combinação para condições de boa legibilidade do conteúdo, no entanto, há que ter em conta se combinam com as restantes cores da página.

Quanto à quantidades de cores, precisamos de ter em conta que um site com poucas cores, fica mais facilmente na memória. Mas é mais importante que haja um bom equilíbrio entre tons vibrantes e tons mais escuros, pois geram maior equilíbrio visual.

Depois de escolhidas as cores, precisas de pensar onde as vais utilizar. Não tens de aplicar a cor do logótipo em todos os locais. Os controles de interface, navegação, menus, caixas, botões, links e campos de pesquisa são áreas indicadas para as aplicares.

Para ajudar na decisão, espreita a tabela de cores seguras para HTML:

Se precisares de ajuda para tornar o teu site visualmente mais marcante e agradável, contacta-nos e não te esqueças de deixar também um comentário sobre o artigo.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *