Daremos hoje aqui continuação ao esclarecimento de questões relativas à navegação em modo privado.

O Google retém os registos da navegação anónima?
É ainda uma questão em aberto.
Há estudos que mostram que o Google poderá vincular a navegação anónima às contas gmail e do Youtube possibilitando a identificação do utilizador anónimo. Todavia o Google veio afirmar que é um equívoco, como poderá verificar neste artigo.

O modo anónimo protege-nos de malwares e/ou outros perigos?
Há situações em que o modo anónimo poderá fomentar uma maior protecção de informações pessoais, contudo não é uma barreira de segurança contra a malwares e outros perigos digitais.

Podem os empregadores ter acesso à minha actividade, ainda que em modo privado?
Absolutamente! Bem como todo e qualquer especialista da área de tecnologias da informação. É uma prática que varia de empresa para empresa.

Os websites podem rastrear a minha pesquisa em modo anónimo?
Em parte poderá acontecer, mas é uma realidade que está a mudar. Apesar da navegação bloquear todos os cookies, esta não o torna completamente “invisível”: falamos do endereço IP. É possível que este seja registado identificando a sua presença e localização. Há inclusivamente sites que realizam testes para verificar se está a navegar em modo anónimo, algo que tem vindo a ser corrigido pelo Google que tem procurado criar um nível de privacidade extra.

Se utiliza o modo anónimo com regularidade para se proteger da recolha de dados, sugerimos o uso de uma VPN (protecção complementar). 


0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *