No artigo anterior falamos da importância dos conteúdos escritos e de como colocá-los em segundo plano dá mau resultado. Leia o artigo na sua totalidade aqui.
É muito importante entendermos que os conteúdos escritos são tão ou mais importantes que os conteúdos gráficos, o ideal é mesmo um casamento saudável entre os dois.
Quando navegam na internet por lazer, as pessoas têm uma capacidade de concentração inferior à de um peixinho dourado. Isto significa que, ou a informação com que se cruzam é clara ou rapidamente vão nadar para outras águas.

O ideal é apostar numa boa estratégia de conteúdo! Mas por onde começar?

Duas cabeças pensam sempre melhor que uma. Então três… É importante envolver todos os responsáveis pelo serviço ou produto, para definir o caminho a seguir. Estarem em sintonia e com as ideias alinhadas é uma óptima forma de economizar tempo.

Conhecer bem o público-alvo. O “tom de voz” tem de ser adaptado ao seu público. Se o tom for identificado pelos utilizadores em diferentes suportes de comunicação (site, newsletters, redes sociais, etc.) a familiaridade entre a marca e o utilizador vai crescer e tornar-se consistente.

Conteúdo real, sempre. Utilizar conteúdo real em mockups é fundamental. O espaço tem de ser adaptado ao copy e não o contrário, pois se isso acontecer o copywriter vai passar a ter como principal preocupação a mancha de texto e não o seu conteúdo.

Palavras-chave estratégicas. As palavras-chave vão fazer com que os motores de busca coloquem o seu site bem posicionado nos resultados de pesquisa.

Traçar um plano consistente é caminhar na direcção do sucesso. Esperamos que estas estratégias sejam úteis e ajudem a criar conteúdos relevantes e atractivos.
Lembre-se: o copy não salva o mundo… Mas resolve muitos problemas!

Categorias: Internet

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *