Estamos habituados a ver logótipos mas nunca nos questionamos do porquê de uma determinada marca ter escolhido a sua identidade visual.
O logótipo da Chupa Chups, por exemplo, foi criado em 1958 em menos de uma hora, por Salvador Dali (És rodó i dura molt, Chupa Chups”, ou seja, “É redondo e dura muito” em catalão); o emblemático símbolo da Nike foi inspirado nas asas da deusa grega Nike (uma asa estilizada); o símbolo da Apple começou com um design complexo inspirado pela descoberta da gravidade de Isaac Newton (o símbolo da maça impôs-se naturalmente); o primeiro logótipo da Google foi criado usando o programa gráfico GIMP, e joga muito com cores potenciando a imagem; a imagem minimalista da Mitsubishi combina o brasão do clã Tosa composto por três folhas e três diamantes.

Uma coisa é certa: a identidade visual de um logótipo pode fazer uma marca destacar-se ou passar completamente despercebida pelos olhos de um consumidor exigente.


0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *