Criar um logótipo não é nada simples, e todas as imagens famosas, por norma, têm uma história para contar.
Hoje falamos-lhe de mais cinco.
Sabia que a assinatura Walt Disney não é baseada na assinatura do seu criador, mas sim numa versão de um funcionário da empresa?
O “M” dourado presente no logótipo da McDonald’s é uma alusão aos arcos dourados dos primeiros edifícios da marca; a empresa Canon foi baptizada de “Kwanon” em homenagem à deusa budista da misericórdia; a imagem original da Nestlé, era inspirada num dialecto alemão que significa “pequeno ninho” e na representação artística do brasão da família; o símbolo da famosa fabricante de queijos francesa «A Vaca que Ri» representa uma pequena vaca com brincos, e nesses brincos, há a estampa da mesma vaca com brincos, e assim por diante. Esta técnica é conhecida como efeito droste, responsável por tornar o logótipo misterioso e memorável.
Os logótipos, frequentemente designados por logo, são a “bandeira” das marcas, devem evoluir ao longo do tempo.
Na próxima News abordaremos «a assinatura das marcas», também conhecida por slogan.


0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *